Ponte Rio-Niterói agora conta com Wi-Fi gratuito em toda sua extensão


A Ponte Rio-Niterói, administrada pela concessionária EcoPonte, do grupo EcoRodovias, passou a oferecer, em junho, conexão Wi-Fi gratuita em todo o trecho de 13,2 km. A iniciativa, instalada e administrada pela Linktel, contou com os serviços de integração da 3S Networks.

Conforme explica Leonardo Moura, coordenador de Infraestrutura do Grupo EcoRodovias, a oferta é um dos compromissos previstos no contrato de concessão da Ponte. “Prevemos a entrega de 512 KB de velocidade de conexão para cada usuário”, diz.

Segundo ele, o desafio do projeto foi manter a conexão estável para o usuário em movimento. Mas que foi resolvido com a tecnologia presente na controladora e nos access points (APs) instalados.

Wagner V. Pretel, coordenador de projeto da Linktel, informa que, junto com a configuração da controladora, para assegurar qualidade de serviço, estão sendo instaladas 60 repetidoras de sinal wireless ao longo da ponte. “Os equipamentos já possuem configurações que forçam a transição do dispositivo móvel para a repetidora mais próxima, com sinal melhor”, explica.

Já a 3S Networks foi a responsável pelo gerenciamento do projeto e o fornecimento de equipamentos e suporte técnico contínuo, entregando um serviço especializado de alta qualidade ao qual fez com que o projeto se concretizasse dentro do prazo de dez dias.

“O desafio era enorme pois tínhamos um prazo muito agressivo para finalizar o projeto, mas ainda tínhamos que incluir no cronograma a entrega dos equipamentos e casar com as agendas dos engenheiros da 3S”, comenta Jonas Viana, gerente comercial da integradora. “Toda a equipe atuou de forma impecável, do comercial ao engenheiro de campo, e concluímos o projeto com sucesso e dentro do prazo”, completa.

Prioridade é a experiência do usuário

Outra limitação técnica era a estrutura dos próprios veículos, que pode degradar em até 15dB da potência do sinal Wi-Fi. “O projeto contou com equipamentos suficientes para superar este desafio”, diz o executivo da Linktel. “Baseado na velocidade máxima permitida na via (80 km/h), acreditamos que a experiência do usuário será boa”, confirma.

Moura, da EcoRodovias, afirma que o projeto da Linktel em conjunto com a 3S Networks foi completo, já prevendo os locais onde há mais concentração para instalar mais equipamentos, como na praça de pedágio ou nos pontos de ônibus na entrada da Ilha do Mocanguê.

Via: Ipnews
14/08/2016