Polícia procura suspeitos de matar PM em tentativa de assalto em São João de Meriti


O Portal dos Procurados divulgou um cartaz, na noite desta sexta-feira, pedindo informações sobre dois suspeitos de envolvimento na morte do policial militar reformado Max Alexandre Geraldo de Sousa, de 40 anos. Ele foi assassinado no dia 18 do mês passado, no bairro Jardim Paraíso, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, durante uma tentativa de assalto.

De acordo com informações da polícia, o PM estava em uma festa de aniversário em Vilar dos Teles e foi vítima do crime enquanto deixava um parente no Paraíso. Luan Dutra Ferreira, de 21 anos, e Daniel da Silva Barboza teriam tentado levar o carro do policial, as não conseguiram porque o veículo tinha segredo. Segundo investigações, a vítima foi retirada do carro e baleada na esquina da Rua José Carlos Vieira, onde foi encontrado, por agentes do 21º BPM (São João de Meriti). Levado para o PAM Meriti, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Morador de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, o major Max Alexandre chegou a ser chefe de gabinete da Prefeitura de Pádua entre janeiro de 2013 e janeiro de 2014. Major PM também foi assessor jurídico do Hospital Hélio Montezano, na cidade do Noroeste Fluminense. Em março, o policial completou 25 anos de corporação.

A polícia chegou a prender, nesta semana, Felipe dos Santos Silva Barros, de 26 anos, e Jefferson Willian Anibal Luz, de 21 anos, que seriam mais dois suspeitos de cometer o crime.

Quem tiver informações sobre a localização dos foragidos Luan e Daniel, pode informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram (21) – 96802-1650, pela pagina do Facebook dos Procurados - (inbox) - https://www.facebook.com/procurados.org/, pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou pelo aplicativo. Todas as informações estarão sendo encaminhadas para Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF), que está encarregada do caso.

Crédito: O dia
13/08/2016