Acusado de matar PM é preso em Rosa dos Ventos, em Nova Iguaçu

NOVA IGUAÇU - Policiais civis da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam um dos homens acusados de matar o policial militar Delaney da Silva Barbosa, na madrugada do último sábado (23), no “Bar Bella’s”, no bairro Rosa dos Ventos, Nova Iguaçu. Alex Pereira de Souza, de 22 anos, conhecido Lequinho, foi preso na última quarta-feira (27), próximo ao local do crime, em cumprimento a um mandado de prisão. Outros três acusados de participar da execução estão foragidos.

Segundo testemunhas, o PM foi morto após ter sido reconhecido por marginais e foi surpreendido pelos tiros, não tendo chance de defesa. De acordo com o delegado adjunto Brenno Carnevalle, as investigações estão bem encaminhadas. Os agentes da especializada estiveram no local do crime e recolheram imagens de câmeras de segurança que colaboraram com a identificação dos criminosos. Testemunhas também estão sendo ouvidas.

“Logo nas primeiras diligências descobrimos a identidade dos quatro autores e passamos a monitorá-los. Pedimos à Justiça a prisão preventiva dos quatro, mas até agora só encontramos o Alex. Além do homicídio qualificado e da tentativa de homicídio contra Carlos Henrique Moreira dos Santos, que estava junto com o policial militar, há informações que o grupo atuava na prática de roubos e participava do tráfico local”, disse.

Lucas, Matheus e Wallace estão foragidos
Os foragidos foram identificados como: Lucas Rodrigues da Silva Falcão, 19 anos, conhecido como Buchecha Rosa, Matheus Falcão Pinheiro Guimarães, 19, o Matheuzinho, e Wallace Jefferson Marinho, 18, vulgo Jogador.

O delegado Carnevalle informou ainda que Alex confessou o crime em depoimento e contou como tudo aconteceu. “O Policial Delaney foi reconhecido por Matheus quando curtia sua folga no bar Bella’s, gerando uma discussão entre o policial e os bandidos. Neste momento Alex saiu do bar, pegou uma arma com Lucas e voltou para matar o policial”, relatou.

A polícia pede para que pessoas, que tenham alguma informação que ajude a levar a prisão dos foragidos, entrem em contato com o Disque-Denúncia, no número 2253-1177, ou através do aplicativo para celular ‘Fala Aí’. Ambas as ferramentas garantem total anonimato, sem que seja necessário informar nenhum dado pessoal. O aplicativo pode ser encontrado no Play Store em qualquer celular com sistema operacional Android.


Via Jornal de Hoje
29/07/2016